sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Crianças de Bragança estiveram com o presidente e em breve vão ter a "cadeira"

A proximidade entre cidadãos e eleitos ganhou hoje significado para um grupo de crianças de Bragança numa tarde passada com o presidente da Câmara que no novo ano vai disponibilizar a cadeira aos mais novos.
Foto: CM de Bragança
"Como é que é ser presidente da Câmara?" foi a principal curiosidade entre o grupo de nove crianças em situação de vulnerabilidade que integram um projeto do Centro Social e Paroquial dos Santos Mártires para a inclusão social e que foram recebidos na sala onde são tomadas as decisões mais importantes do município: o salão nobre.

O presidente da Câmara, Hernâni Dias, respondeu a todas as perguntas e disse ainda à Lusa que está a preparar, para o novo ano, uma nova atividade para levar os mais pequenos à sede do município e dar-lhes a oportunidade de ser "presidente por um dia".

Na tarde de hoje, nenhum dos mais novos cobiçou a "cadeira" do presidente, já que o propósito comum ficou expresso na resposta à pergunta do autarca: "o que é que quereis fazer aqui?". Tão só "falar".

Falaram de como é ser presidente, da responsabilidade de ele e quase 360 trabalhadores "resolverem os problemas das pessoas, das dificuldades em fixar pessoas no território, das muitas horas" que trabalha o presidente e a equipa e que leva o autarca a responder "eu não", à pergunta se "ganha muito dinheiro".

Como é que se chega a presidente? é Através de eleições que os mais novos perceberam do que se trata quando tiveram de votar entre lanchar primeiro ou visitar o terraço verde do edifício dos Paços do Concelho.

"É interessante a curiosidade de uma criança relativamente à função. Colocam questões difíceis, mas com muita sinceridade, frontalidade, não colocam questões com segundas intenções", observou o presidente da Câmara.

O autarca sublinhou ainda a importância das crianças visitaram "a casa que é de todos e levarem conhecimento", assim como constatarem que, ao fim e ao cabo, "todos somos iguais, só temos responsabilidade diferentes".

Esta tarde passada com o presidente da Câmara insere-se na atividade para as férias de Natal que abrange cerca de 40 crianças e jovens, proporcionando-lhes ao longo de toda a semana contacto com diferentes entidades e contextos como o dentista, o seminário ou a confeção de Bolo Rei de Castanha com o "chef" de Bragança Eurico Castro.

A finalidade, como explicou à Lusa a responsável pelo projeto, Anabela Pires, " é conseguir-lhes acesso a vários contextos que possam promover o desenvolvimento integral destas crianças e jovens, que estão todos sinalizados como em situação de vulnerabilidade".

"Sentirem que estão próximos das pessoas, que conseguem ir aos mesmos contextos que muitos outros também conseguem, que conseguem aceder a oportunidades, que conseguem ser valorizados", sublinhou.

O CLDS 3G do Centro Social e Paroquial dos Santos Mártires está integrado nos chamados Contratos Locais de Desenvolvimento Social e é desenvolvido durante 36 meses, em parceria com a Câmara Municipal, com o propósito de promover a inclusão social dos cidadãos, de modo a combater a pobreza persistente e a exclusão social em territórios deprimidos.

O projeto já dura há mais de dois anos e abrange 17 ações destinadas a crianças e jovens, idosos, voluntariado, ou desempregados e envolve um total de cerca de 800 beneficiários nas diferentes áreas.

Agência Lusa
Diário de Notícias

Sem comentários: