sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Ataque cardíaco mata estudante de 20 anos

Centenas de colegas do Instituto Politécnico de Bragança prestaram homenagem ao jovem.
Centenas de universitários estiveram esta quinta-feira presentes no funeral de Fernando Rabaçal, estudante do Instituto Politécnico de Bragança, de 20 anos, que faleceu na terça-feira, naquela cidade, vítima de uma paragem cardíaca.
A comunidade estudantil está em choque com a perda do aluno do 2º ano do curso de Línguas para Relações Internacionais. Num clima de grande consternação, os amigos descreveram a vítima como "um rapaz pacato, adorado por todos e muito popular". 
Fernando Rabaçal estava na residência de Bragança quando se sentiu mal. A colega de casa alertou os meios de socorro e, apesar dos esforços, Fernando foi transportado para o hospital já sem vida.
Eram-lhe conhecidos problemas cardíacos e, no dia anterior ao incidente, queixou-se de dores no peito. O jovem era músico de duas bandas - os Senisga e os Bleeding Sin -, como vocalista e guitarrista. Nas notas de pesar partilhadas pelos companheiros através das redes sociais, é referido como "um talento puro que fica por lapidar". 
Aos alunos do IPB foi disponibilizado apoio psicológico para enfrentarem os momentos de dor.
A instituição decretou dois dias de luto. As atividades académicas foram suspensas. Por Bragança, as capas negras dos trajes universitários têm sido colocadas à janela, num sinal de união face à tragédia.
Da cidade partiram ontem vários autocarros para o último adeus ao jovem - que decorreu em Torre de Moncorvo, de onde Fernando Rabaçal era natural.

Tânia Reis
Correio da Manhã

Sem comentários: